fbpx

Minha escola adotou o VC.Maker, e agora?

Você já deu o primeiro passo! Agora siga nossas dicas para planejar, divulgar e transformar o seu programa de atividades complementares em um grande sucesso!

Parabéns! Você decidiu investir em inovação, no futuro de seus alunos e em uma nova oportunidade de renda para sua escola e aderiu ao programa VC.Maker. Mas… e agora? Não se preocupe: vamos mostrar aqui o passo-a-passo e algumas dicas para que você coloque os cursos em prática e tenha sucesso em seu programa de atividades complementares. Vem com a gente!

Divulgue os cursos escolhidos

Seus alunos precisam conhecer os cursos que você irá oferecer. Para isso preparamos um enxoval com material de divulgação, incluindo pôsteres que podem ser impressos e sugestões de texto e imagem para posts em redes sociais apresentando os objetivos de cada curso. O bom uso deste material é crucial para que você tenha salas de aula lotadas e sucesso com seu programa de atividades complementares.

Uma dica é tirar proveito dos vídeos de cada curso, disponíveis em nosso canal no YouTube. Com menos de 1 minuto cada, eles resumem o tema do curso de forma atraente aos alunos e são ideais para o compartilhamento rápido em grupos de WhatsApp ou no Facebook Messenger. Quanto mais pessoas ficarem conhecendo seus cursos, melhor!

 

 

Verifique os requisitos e material necessários a cada curso

A ficha de requisitos e valores dos cursos, enviada por nosso consultor no momento da adesão, contém uma lista do que é necessário para cada um dos cursos do VC.Maker, tanto em termos de material quanto de infraestrutura. Alguns cursos, como Paper Toys, exigem apenas materiais simples como papel, tesoura e cola. Outros, como o Programe com micro:bit, exigem um kit micro:bit e um computador por aluno.

Caso o curso exija material extra, não se esqueça de levar em consideração o prazo de entrega para que ele esteja em sua escola. Por exemplo, para o 1º semestre letivo de 2018 recomendamos que os kits sejam pedidos até o dia 15 de Janeiro, para que estejam na escola antes do início das aulas em 1º de Março.

Lembre-se também de que os professores podem precisar de equipamento extra, como um computador conectado à internet ou um projetor. Prepare-se e evite surpresas.

Escolha seus professores, espaço e horários

Os cursos do VC.Maker serão administrados por seus próprios professores, que serão treinados de acordo com nosso material. Não é necessária experiência na área do curso, mas ter um professor interessado e entusiasmado pelo tema certamente será uma vantagem, tanto do ponto de vista didático quanto no engajamento dos alunos.

Da mesma forma, sua escola define o local e horário das aulas. Para ajudá-lo nesta decisão a ficha de requisitos e valores dos cursos indica os tamanhos sugeridos de turma e duração de cada aula. Não há problemas em montar turmas com um número de alunos menor do que o sugerido, mas recomendamos não exceder esta quantidade, para não sobrecarregar o professor e prejudicar o andamento da aula.

Monte suas turmas

Com um bom trabalho de divulgação, logo você deverá ter uma fila de alunos interessados em seu programa de atividades complementares. Agora é hora de adquirir as licenças do curso escolhido: você precisará de uma para cada aluno inscrito. Para isso, basta entrar em contato com seu consultor e preencher nossa planilha de cadastro, informando alguns dados pessoais de cada aluno, bem como dados da escola e do professor. Estas informações serão usadas para a criação dos logins na plataforma online que é o coração do VC.Maker.

Espalhe conhecimento

Seguindo os passos acima, sua escola estará pronta para espalhar inovação e ter sucesso em seu programa de atividades complementares. Não se esqueça de compartilhar os resultados! Use redes sociais e grupos em apps de bate-papo para mostrar o que está sendo feito, gerando assim o interesse de novos grupos de alunos. A propaganda é a alma do negócio!

Conheça todos os cursos do VC.Maker e veja como turbinar o programa de atividades complementares de sua escola.

Quero saber mais!