fbpx

Inove na aplicação de LEGO® na sua escola: seja um Embaixador da Inovação como o Anderson!

por | 14 / nov / 18 | Embaixadores

O Embaixador da Inovação Anderson Gama, do Instituto Educacional Crescer de Campinas, mostrou como é possível inovar na aplicação de LEGO® com suas turmas de Educação Infantil!

No projeto Embaixadores da Inovação, uma das principais propostas é mostrar aos educadores participantes o mundo de possibilidades que a LEGO® Education representa para os alunos. O Embaixador e Diretor de Tecnologia Educacional do Instituto Educacional Crescer de Campinas – SP, Anderson Gama, entendeu muito bem essa ideia. Juntamente com sua esposa Carolina Gama, coordenadora da Educação Infantil da escola, ele quis aplicar uma atividade diferente na Semana das Crianças: unir o LEGO® MINDSTORMS® EV3, que é uma solução de robótica da LEGO® Education voltada para o Ensino Médio, com os conjuntos educacionais de Educação Infantil da LEGO®, como o Trem da Matemática! Confira como foi essa experiência:

Qual foi sua motivação e suas ideias para montar e aplicar sua atividade?

“Na verdade a ideia surgiu em uma conversa com a Coordenadora da Educação Infantil, para a Semana das Crianças, em que temos a semana inteira lúdica, com circo, pipoca, e várias atividades para essa ocasião. Então, a Coordenadora sugeriu de adicionar alguma atividade relacionada com a robótica. Minha preocupação era por ser uma faixa etária na qual não possuo experiência, então sugeri algumas dinâmicas diferentes para tentarmos.

Procurei qual era o contato do LEGO que os alunos possuíam, e lembrei do Trem da Matemática que eles usam nas aulas do Pense Matemática. Pensei em motorizá-lo para fazê-lo andar, e com o movimento seria algo divertido para eles. Criei em criar uma locomotiva motorizada para o trem, dando a ele um movimento.

Durante a montagem do trilho, percebi que apenas esta atividade seria muito pequena para uma turma de 20 alunos, o que não permitiria que todos estivessem participando juntos da dinâmica. Também, me incomodou o fato de uma locomotiva não trazer ao aluno a impressão de um robô. Então, decidi fazer a aula dividida em várias “estações”, sendo o trem uma delas. Para as demais, lembrei das montagens padrão da Lego para o EV3, que eram o “Puppy” e o GiroBoy. A vantagens destes dois é que tanto a montagem como a programação estão prontas, e são montagens que caracterizam bem a figura de um robô na figura lúdica da criança. Durante a pesquisa destes modelos, encontrei também a montagem do Gorila que, embora não houvesse uma programação pronta, foi possível criar uma simples em pouco tempo. Assim, no tempo de 1 dia foi possível criar uma dinâmica de aula com 4 estações.”

Quantas crianças participaram da atividade?

“Foi toda a Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental, dos dois turnos, no total de cerca de 380 a 400 crianças, entre dois e seis anos. A maior turma tinha 25 alunos, e todas eram divididas em quatro grupos. Cada turma tinha um horário específico, e permanecia na sala em torno de 30 minutos na sala, para todas participarem de todos as estações.”

E qual foi a reação das crianças à proposta?

“As primeiras atividades eu participei na aplicação juntamente com a Coordenadora Carol para entender um pouco como seria a reação das crianças e fazer adaptações necessárias. As crianças reagiram muito bem, tanto pelo fato de os robôs serem figuras que elas já conheciam (cachorro, gorila, etc) como pelo fato das crianças poderem interagir com as montagens.

Na medida que as dinâmicas foram acontecendo, ideias foram surgindo para otimizar a experiência. Por exemplo, no começo o Gorila resumia-se apenas nas crianças em alimentá-lo e interagir com o sensor de distância. No final do dia, já tínhamos criado um história do Gorila faminto, que tinha até uma “dança” que imitava o movimento que estava programado.

Para estas adaptações, foi fundamental a participação da Equipe HeartMakers, que é a equipe de competições First® LEGO® League da nossa escola. São alunos de 10 a 16 anos que nos ajudaram na aplicação das atividades, e aos poucos foram personalizando as atividades e tornando a experiência dos alunos ainda mais impactante.

Tivemos muitos alunos agradecendo, falando que era o sonho deles conhecer “um robô” ou mesmo a sala de robótica, e foi gratificante ver como participaram felizes e saíam da sala falando sobre isso. Até nos dias seguintes o assunto era comum entre eles.”

E para os professores, como você acha que foi essa recepção?

“As professoras da turma ficaram mais como espectadoras, e através da mediação da Carol elas foram participando da aplicação da atividade. O que foi interessante e muito positivo é mostrar e instigar nas professoras que a robótica não é algo apenas para os alunos mais velhos, mas há muito que pode ser explorado com os alunos mais novos. Dentro desta dinâmica, muitas professoras sugeriram outras atividades e esperamos colocar em prática algumas delas já ano que vem.

Para mim, como professor de robótica do Ensino Médio, foi interessante perceber como a expectativa e a interação dos mais novos é muito diferente. Fiquei um pouco apreensivo de fazer uma aula LEGO® onde as crianças não montavam alguma coisa. Mas foi muito positivo, eles adoraram e se divertiram muito!”

Ser Embaixador da Inovação é levar a inovação a todo momento dentro da educação! Quer fazer parte desse time de apaixonados por tecnologia educacional, e ainda ter uma Certificação Internacional da LEGO® Education Academy? Participe da próxima edição do Embaixadores da Inovação, que será de Educação Infantil, nos dias 12 a 14 de Dezembro, em Curitiba – PR, e seja um multiplicador da inovação na sua escola!

por | 14 / nov / 18 | Embaixadores

Formação para professores e educadores: vem aí mais uma edição do Embaixadores da Inovação

A nova oportunidade de formação de professores e educadores será nos dias 25 a 27 de junho e contará com participação especial. Confira! Vamos combinar: não é todo dia que nós, imersos e apaixonados pela educação, temos a oportunidade de participar de uma formação...