fbpx

A Educação 4.0 já é realidade!

por | 27 / dez / 17 | Educação 4.0

O termo Educação 4.0 nos faz pensar em toda a evolução tecnológica que estamos presenciando, e também nas necessidades educacionais das novas gerações! 

Você acha que estamos preparando nossos alunos para o mundo que os espera quando saírem da escola? E como será este mundo? Será que as profissões serão as mesmas? Será que as habilidades que desenvolvemos hoje vão suprir as necessidades destes futuros profissionais? Reunimos aqui algumas pesquisas e conceitos que vem sendo discutidos dentro da Educação 4.0 para ajudar você a encontrar essas respostas. Vamos lá? 🙂

Mas o que é Educação 4.0?

É uma Educação que começa a responder às necessidades da “Indústria 4.0” ou da também chamada quarta revolução industrial, onde a linguagem computacional, a Internet das Coisas, a Inteligência Artificial, os robôs e muitas outras tecnologias se somam para dinamizar os processos nos mais diversos segmentos da Indústria.

Veja alguns condutores que reformulam a maneira como lidamos e pensamos sobre o trabalho e educação hoje:

  • A conectividade global e facilidade de acesso ao conhecimento;
  • As máquinas inteligentes, automações e sistemas robotizados;
  • As novas mídias e Big Data;
  • A implacável velocidade da inovação;
  • A exigência constante de desenvolvimento de novas habilidades e conhecimentos.

Como a Educação 4.0 vai mudar o modo como aprendemos?

Conforme dados apresentados no The Global Summit 2017, o futuro da Educação, também chamado de Educação 4.0, baseia-se no conceito de Learning by doing, ou seja aprender fazendo. Esse conceito traz a ideia de que todos nós – principalmente quem está na escola hoje – vamos aprender coisas diferentes e de maneiras diferentes, por meio de experiências, projetos, testes e muita ‘’mão na massa’’.

Educação 4.0

A Educação 4.0 já é realidade.

Já o relatório de The New Work Order, divulgado pela Foundation for Young Australians (FYA), confirma que, em um futuro próximo, teremos a substituição do trabalho humano por robôs e pela AI (inteligência artificial) – o que já pode ser constatado em vários setores da indústria.

O levantamento feito por este estudo revela por exemplo que, mais da metade dos estudantes da Austrália, estão focando suas carreiras em profissões que se tornarão obsoletas pelos avanços tecnológicos e automação e em apenas 20 anos, a Inteligência Artificial pode ocupar a maioria dos postos de trabalho que conhecemos.

Para preparar o aluno que está na sala de aula hoje para o amanhã, o relatório The New Work Order recomenda que se dê mais ênfase nas habilidades digitais e ao empreendedorismo na escola. Outros elementos que devem ser estimulados desde os primeiros anos escolares levantados pelo relatório foram:

  • Saber lidar com pessoas de forma colaborativa;
  • Desenvolvimento de competências socio-emocionais criativas;
  • Participação em projetos interdisciplinares, que utilizam conhecimentos de diversas disciplinas para um objetivo comum;
  • Uso da empatia com inteligência.

Vale somar aqui a importância do desenvolvimento das habilidades relacionadas ao STEM* termo em inglês que relaciona as áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Fim de uma era ou novas possibilidades e oportunidades?

O futuro da educação deverá aproveitar os impulsionadores de toda esta transformação. A escola precisa sempre lembrar que no mundo em que vivemos:

  • Será – e está sendo – mais importante saber porque você precisa de algo, um conhecimento ou habilidade e, em seguida, onde encontrá-lo ou desenvolvê-lo. Não é preciso simplesmente acumular conhecimento, não é preciso saber tudo.
  • A análise de desempenho e da aprendizagem podem ser realizadas através de personalização baseada em dados inteligentes.
  •  Aprenderemos juntos e uns com os outros. A aprendizagem será colaborativa, os professores são facilitadores que constroem comunidades em torno do aprendizado, talento e habilidades de seus alunos.

Mas por onde começar? Como promover a inovação e os conceitos da Educação 4.0 em minha escola?

Um bom ponto de partida é a criação de ambientes inovadores propícios para o desenvolvimento de projetos que aproximem os alunos dessa nova realidade. Espaços maker onde os alunos aprendem fazendo e testando infinitas possibilidades!

A escola precisa incentivar uma nova cultura voltada para a inovação, a invenção, a resolução de problemas, a programação, a colaboração e a cultura maker.

Orientar o aluno para o desenvolvimento de novas habilidades é dever de uma Escola 4.0 : )

por | 27 / dez / 17 | Educação 4.0

Confira dicas para criar um espaço inovador que promove a Educação 4.0 na sua escola.