Novos alunos estão mais exigentes. Sua escola está preparada?

O aluno mudou, mas a escola ainda não. Você também tem essa percepção? Há quem diga que se existisse uma máquina do tempo real e alguém do passado pudesse vir para o agora, o único lugar que reconheceria de fato seria a sala de aula. Mas o que fazer com tantas mudanças acontecendo? :O

Conforme um estudo do Fórum Econômico Mundial, estima-se que 65% das crianças que estão na escola hoje vão trabalhar em profissões que ainda não existem.

O mundo mudou e as escolas precisam estar ligadas nessas mudanças! É preciso antecipar e se adequar às novas necessidades dos alunos e sociedade de modo geral. O que conhecíamos como um modelo de ensino ideal, hoje se tornou obsoleto. Pensando na criança e no jovem do século XXI, que tem acesso fácil ao conhecimento fora da escola, torna-se nosso dever prepará-los para o agora e lidar com todo esse potencial – dentro e fora de ambientes escolares – e oferecer uma educação condizente para o século XXI. 

Mas, afinal, por onde começar?  

A escola inicialmente precisa rever e quebrar alguns paradigmas. Essa instituição, tão importante para a formação dos cidadãos, deve oferecer um ensino que caiba na vida do aluno atual, trazer benefícios para a aprendizagem (também em termos pessoais e sociais).

Os alunos mudaram e hoje têm outras expectativas e vivências fora da escola, são mais exigentes – e com razão.

Para atender estas novas demandas, a escola já pode prever mudanças em estrutura, organização, gestão, e até em seus métodos de ensinar e aprender! Algumas sugestões são: investir em cursos de formação para sua equipe, oferecer cursos de Programação e Robótica para seus alunos com objetivo de desenvolver novas habilidades e competências atuais, utilizar plataformas de ensino com foco em resolução de problemas, criar projetos pedagógicos que contemplem as inovações tecnológicas e promovam a interatividade dos alunos, entre outras práticas!

“Em toda a história da escolarização, nunca se exigiu tanto da escola e dos professores quanto nos últimos anos. Essa pressão é decorrente, em primeiro lugar, do desenvolvimento das tecnologias de informação e comunicação e, em segundo lugar, das rápidas transformações do processo de trabalho e de produção da cultura. A educação e o trabalho docente passaram então a ser considerados peças-chave na formação do novo profissional do mundo informatizado e globalizado.”

FREITAS, 2005

Competências socioemocionais são fundamentais para o sucesso dos alunos!

Outro ponto chave é o incentivo ao desenvolvimento de competências socioemocionais desde os primeiros anos escolares. Estas são habilidades fundamentais para a vida de qualquer pessoa e devem ser estimuladas cada vez mais nas escolas. Alunos que tem oportunidade de viver experiências enriquecedoras e colaborativas no ambiente escolar, já chegam melhor preparados para o mercado de trabalho e também para a vida! 😀

5 características que serão cobradas dos nossos alunos em um futuro próximo!   

Separamos uma lista com as principais características que o profissional do futuro, leia-se nosso estudante de hoje, vai precisar para se dar bem na carreira:

  • Ser criativo, ‘’sair da caixa’’ e estar preparado para qualquer mudança;
  • Ter controle de suas emoções;
  • Ser um ótimo comunicador;
  • Resiliente, ou seja, mesmo passando por situações difíceis, conseguirá realizar a tarefa sem perder o foco e motivação.
  • Atualizado, com foco em inovação e novas ideias!

Podemos te ajudar a transformar sua escola em um ambiente inovador e sempre atualizado, garantindo que sua instituição fique sempre à frente! Entre em contato para conhecer todas as nossas soluções tecnológicas. Fale com nossa equipe.

Para te apresentar as principais tendências educacionais e te ajudar a conseguir inspirar e despertar o interesse constante de seus alunos, desenvolvemos um infográfico sobre Tendências de Tecnologia na Educação. Para baixar, só clicar no botão abaixo =)