fbpx

Movimento Maker na Educação: conheça essa novidade!

A criação de diferentes espaços de aprendizagem e o conceito de ‘’colocar a mão na massa” estão diretamente relacionados ao conceito Movimento Maker na Educação. Nós explicamos sobre esta tendência educacional e trazemos uma série de benefícios relacionados ao uso para os estudantes, e também para as instituições de ensino. 

O que é o movimento maker?  

Vivemos um tempo em que é muito fácil descobrir como fazer as coisas. Temos acesso mais fácil e rápido a qualquer tipo de informação.

Hoje aprendemos assistindo vídeos e tutoriais, compartilhando ideias e construímos coisas com uma facilidade nunca antes vista.

Tudo isso faz parte de um novo movimento da nossa era, que vem sendo chamado de Movimento Maker. Dentro deste conceito, somos incentivados a ‘’colocar a mão na massa’’ e fazer acontecer. A palavra Maker, inclusive vem do inglês, significa ‘’fazer’’ e tem uma relação direta com o termo faça você mesmo (ou do inglês DIY ou do it yourself).

Criando um Espaço Maker dentro da escola  

Temos notado um movimento no mercado. As instituições de ensino estão assimilando os conceitos dessa super tendência educacional e estão trazendo o Movimento Maker para dentro da escola!

Algumas escolas já estão investindo em um ambiente diferenciado de aprendizagem, o chamado Espaço Maker. Isso visa, além de uma diferenciação da concorrência da região, a possibilidade dos alunos avançarem e ampliarem o seu repertório e conhecimento. E vamos combinar que isso pode ser um fator decisivo para a família escolher a instituição de ensino X em vez da Y, certo?

O propósito de criar um Espaço Maker na escola é garantir um ambiente personalizado, em que os alunos expressam toda a sua criatividade e participam de experiências e projetos interdisciplinares, o que traz inúmeros benefícios a curto, médio e longo prazo.

Imagine quantos diferenciais um aluno que teve a oportunidade de participar de projetos científicos ainda no ensino fundamental terá quando ingressar em uma universidade? Pensando um pouquinho mais lá na frente, no mercado de trabalho. Esse mesmo aluno que realizou atividades dinâmicas e pôde expressar toda sua criatividade e conhecimento através de projetos maker, certamente estará à frente de candidatos que não foram estimulados desde cedo. Um ponto fundamental a se pensar para o futuro dos estudantes!

Quais são os principais benefícios do Movimento Maker para os estudantes de hoje?

  • Os alunos são desafiados a participar de projetos e construir suas próprias criações.
  • São estimulados em relação à sua criatividade, autonomia e protagonismo. Aqui o importante é pensar fora da caixa e buscar soluções aproveitando ao máximo os recursos disponíveis.
  • Experimentar algo na prática muda toda a percepção sobre a aprendizagem dos estudantes, que se tornam mais ativos em todo o processo.
  • Aulas colaborativas deixam alunos mais interessados nas disciplinas curriculares.
  • A resolução de problemas gerada a partir dos projetos maker pode ter um real impacto social, auxiliando os alunos a desenvolverem soluções criativas e eficazes para o meio que estão inseridos. Veja um exemplo disso na prática! Conheça a história do Robô Bobô, desenvolvido para auxiliar uma aluna com síndrome de down em escola de Curitiba!

‘’O movimento maker pode denotar um aspecto de educação empreendedora. Afinal, “fazer para vender” é uma ideia que pode ser associada ao que Chris Anderson tem em mente com o conceito de “makers”. Mas dentro da escola, é preciso uma série de cuidados, e muita reflexão coletiva, estimulada pelos professores. Escolas com alunos que “fazem”, estão desenvolvendo novas competências. Boas propostas de criar e fazer por si mesmo objetos úteis para outras pessoas certamente podem oferecer boas “práticas sociais de referência” sobre o que é uma atividade empreendedora, ajudando a formar pessoas com um pouco mais de experiências e mais aptas a tomarem iniciativas e a engajarem-se em todos os tipos de projetos e ações coletivas. Escolas que desenvolvem projetos formam cidadãos mais ativos, o que é bem mais importante do que buscar formar para um mercado de trabalho cujo perfil nenhum de nós sabe como será, nos próximos anos.”

Luca Rischbieter

Consultor Pedagógico da Positivo Tecnologia Educacional , Positivo Tecnologia Educacional

E os ganhos para a escola?

  • Será possível aprimorar a desenvoltura dos alunos e também dos educadores com diferentes experimentações em sala de aula. 
  • Experimentar a construção coletiva do conhecimento. 
  • Melhorar a relação entre professores, pais e alunos.
  • Incentivar o desenvolvimento do raciocínio lógico, criatividade e empreendedorismo dos alunos. 
  • Trabalhar com as habilidades do século XXI. 

Espaço Maker: gostei, mas como eu crio um ambiente como esse na minha escola?

Você pode até achar que o investimento para ter um Espaço Maker é relativamente alto, mas não! Isso é totalmente possível.

O laboratório de inovação ou espaço maker pode comportar notebooks, tablets, softwares de programação, projetos e soluções de Robótica, material reciclável, impressora 3D, cortadoras a laser, ferramentas como serrotes, martelos, pedaços de madeira e de plástico, enfim, tudo o que a criatividade e o orçamento permitirem.

Imagina que máximo poder reproduzir um microscópio potente usando apenas um celular? Ou criar um robô totalmente programado pelos alunos? As possibilidades de projetos são infinitas e, diga-se de passagem, incríveis!

Importante: vale lembrar que o Movimento Maker pode transformar a sala de aula, mas exige que o conceito esteja aliado aos conteúdos e habilidades curriculares trabalhados na escola, sendo necessário capacitação e treinamento por parte dos professores. 😉

Nós podemos auxiliar com soluções específicas para desenvolver um Espaço Maker na sua escola. Entre em contato com nossa equipe para um atendimento personalizado. Clique aqui para falar com a gente!

Para saber mais sobre o Movimento Maker na Educação e outras tendências educacionais, desenvolvemos um Infográfico especial para você! Clique no botão abaixo para fazer o download do seu material.