fbpx

Colégio Metropolitana é classificado para Feira de Ciências da PUC-PR com projeto para público autista

por | 22 / out / 18 | Inovação e Tendências

Uma equipe composta por cinco alunas do Colégio Metropolitana foi classificada para a etapa final da 3ª Feira de Ciências Júnior PUC-PR, que acontecerá entre os dias 12 a 14 de novembro. O projeto utiliza recursos tecnológicos para auxiliar no aprendizado do público autista e facilitar sua rotina. Detalhamos tudo a seguir!

A equi­pe, composta por cinco alunas da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Metropolitana de Araucária – PR, foi selecionada e vai concorrer na Categoria Feminina En­sino Médio e Técnico 1º ano da 3ª Feira de Ciências Júnior PUC-PR com o projeto Autismobô, uma máquina criada para auxiliar aprendiza­do e na socialização de autistas.

As integrantes da equipe, Na­talia Hempkemaier, Mayara San­tos, Alana de Oliveira, Rafaela de Sousa e Caroline de Oliveira, contaram com exclusividade ao Jornal O Popular do Paraná – Edição 1134, sobre o projeto construído há cerca de três meses e reproduzimos a entrevista aqui:

“O Autismobô é um robô que auxilia o autista nos estu­dos, devido à dificuldade de con­centração destas pessoas. O robô atua através de um sensor de movimento que deve ser colocado em frente a uma folha de papel, a qual o autista estará es­tudando. A partir disso, o robô consegue detectar a falha na con­centração e, para retomar o foco da pessoa autista, emite uma voz conhecida, chamando a pessoa para voltar ao estudo”, comenta­ram as estudantes.

Para concepção do projeto, as alunas estudaram detalhes sobre o Transtorno do Espectro Autista e conceitos de robótica aplicada. Um detalhe que nos chamou atenção no projeto é que a voz emitida pelo Autismo­bô deve ser de uma pessoa bas­tante conhecida do autista, como a mãe ou um parente próximo. Ainda, a frase emitida deve cha­mar a atenção, mas não em tom de ordem, conforme destacaram as alunas à redação do jornal. Veja foto da equipe:

Nesta empreitada estão também o professor de robótica, Roberto dos Santos, a profes­sora de matemática, Janete Ta­wil, e a professora de língua portuguesa, Danieli Camargo, que orientaram as alunas durante a condução do projeto, auxiliando na montagem do protótipo, estrutura e metodologia.

 

“Fomos informados na última segunda-feira que a equipe foi classificada. Sabemos do po­tencial das meninas, mas, assim como elas, ficamos surpresos e muito felizes, é um grande orgulho para o colégio”.

Marcia Katuragi

Diretora, Colégio Metropolitana

Innovation Room e as aulas de robótica na instituição

 

No início de 2018, o colégio inaugurou sua sala de robótica e tem visto, na prática, que o investimento para qualidade na educação já tem trazido retornos positivos. Pelos comentários dos professores (e até mesmo dos alunos), pode-se perceber que os estudantes gostam muito dessas aulas.  “Temos observado um bom desempenho deles diretamente na Matemática, por exemplo. Isto porque há gran­de interdisciplinaridade, troca de informações entre outras turmas, trabalho em equipe e o desenvol­vimento do raciocínio lógico”, apontaram os professores, com­plementando que a robótica, além da matemática, acaba por integrar conhecimentos de ciências, artes, tecnologia, enge­nharia e inglês.

O Innovation Room, ambiente criativo de aprendizagem da instituição, conta com kits de robótica LEGO® Education MINDSTORM® EV3, 16 chromebooks, mesas adaptadas para robótica e adesiva­gem própria, que tornam o ambiente propício para o desenvolvimento de projetos interdisciplinares e construções maker, com robôs e outras criações.

Veja o Innovation Room da instituição:

 

Campeonato Interno de Robótica você vê no Metropolitana! 

No mês de outubro, o colégio promoverá seu primeiro Torneio Interno de Robó­tica, onde mais estudantes poderão participar das atividades. Na oportunidade eles vão mostrar suas habilidades e o que estão apren­dendo nas aulas de robótica (que acontecem duas vezes por semana).

Próximos planos: participação na competição de robótica FLL

A diretora Márcia comentou ao jornal que no fim do mês de novembro outra equipe de robótica da instituição irá participar da FIRST® LEGO® League, campeonato de robótica conhecido internacionalmente. Saiba mais sobre a temporada Into Orbit.

Mais uma escola Embaixadora da Inovação!

Marcia Ka­turagi participou de uma das edições dos Embaixadores da Inovação, programa de formação foco na educação tecnológica oferecido pela Positivo Tecnologia.

Na entrevista ao jornal, Marcia contou que sempre teve o sonho de oferecer aos alunos um espaço de robótica, mas foi a partir dos Embaixadores que teve a certeza de que esta geração, com acesso direto à tecnologia e disciplinas realmente inovadoras, pode se desenvolver ainda mais.

Saiba mais sobre o colégio.

Fonte:
Jornal O Popular do Paraná – Edição 1134 – Página 26 – Edição Araucária, 11 de outubro de 2018
Leia a matéria na íntegra
Jornalista Rafaela Carvalho
Fotos Everson Santos

 

por | 22 / out / 18 | Inovação e Tendências

Que tal ler mais sobre ambientes criativos de aprendizagem e estimular o desenvolvimento de habilidades necessárias na Educação 4.0?